A EDP, que controla 54,89% da EDP - Energias do Brasil, adiantou no comunicado que esta transação está pendente de aprovações regulatórias aplicáveis.

A CELG-T tem uma rede com 755,5 quilómetros e opera 14 subestações, localizadas predominantemente no Estado de Goiás.

Na informação avançada pela EDP acrescenta-se que o prazo de concessão cobre um período até 2043 e 2046 e que a receita anual permitida é de 223 milhões de reais, relativa ao ciclo 2021/2022.

A EDP acrescentou que esta transação está alinhada com a sua estratégia de crescimento nas redes reguladas de energia elétrica no Brasil.

 

RN // PDF

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.