"Em resultado das investigações, oito mínimos olímpicos não foram reconhecidos pela World Athletics e os seus detentores não 'receberam' acesso aos Jogos", adiantou a AIU, em comunicado, agradecendo a todos os que relataram situações suspeitas.

Os casos sob investigação envolvem fotografias de chegadas à meta não confiáveis, medição incorreta de distâncias, uso ilegal de 'lebres' para marcar o ritmo, infrações nos lançamentos e cronometragem incorreta, entre outras.

Os Jogos Olímpicos Tóquio2020 vão ser disputados entre sexta-feira e 08 de agosto, após o adiamento em um ano devido à pandemia de covid-19.

RPM // RPC

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.