Com mais posse e ataques para a equipa da casa, a solução para o United saiu do banco, com o médio escocês Scott McTominay a fazer o 2-1 com um cabeceamento fulminante, após cruzamento na direita de Diogo Dalot, aos 86.

O jogo até começou melhor para a formação de Manchester, que se adiantou aos 17 minutos, com um golo de Rasmus Hojlund, o quinto consecutivo do dinamarquês, mas, a partir daí, o Aston Villa entrou no jogo para dominar e ser mais ameaçador.

Foram várias as vezes em que o guarda-redes Onana conseguiu 'salvar' o United, mas a persistência dos 'villans' -- com mais posse, ataques e remates enquadrados -, resultou num golo de Douglas Luiz, aos 67 minutos.

Depois do golo, a equipa da casa podia ter voltado a marcar, novamente por Douglas Luiz, mas a falta de eficácia, aliada à boa exibição de Onana, penalizou a equipa de Unai Emery, com nova vantagem da formação de Manchester, perto do final.

O resultado faz o Aston Villa cair nesta jornada para o quinto lugar, a um ponto do Tottenham, quarto, e perante a vitória no sábado dos 'spurs' frente ao Brighton, enquanto o Manchester United mantém-se em sexto, agora a cinco pontos dos 'villans'.

Também hoje, o Arsenal, adversário do FC Porto nos oitavos de final da Liga dos Campeões, 'atropelou' fora o West Ham, com uma goleada das antigas no dérbi londrino (6-0), igualando a sua anterior maior vitória da época, em casa com o Lens.

Os 'gunners', que visitam o Estádio do Dragão em 21 de fevereiro, estão em terceiro, com os mesmos 52 pontos do campeão Manchester City, que tem menos um jogo, e a dois do líder Liverpool.

A 24.ª jornada apenas fica concluída na segunda-feira, com outro dérbi londrino, entre Crystal Palace (15.º) e Chelsea (11.º).

RPM // VR

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.