Em Londres, depois de um primeiro tempo sem golos, o avançado luso, emprestado pelo Atlético de Madrid até ao final da temporada, colocou os locais na frente, aos 52 minutos, com um remate de pé esquerdo cruzado, mas Doucoure viria a repor a igualdade, aos 69.

Da marca de penálti, Kai Havertz (76 minutos) fez o 2-1, que durou até ao minuto 89, altura em que o suplente Simms marcou para os 'toffees'.

Assim, o Chelsea prossegue no 10.º posto, com 38 pontos, os mesmos do Aston Villa, enquanto o emblema de Merseyside é 15.º, com 26.

Mais cedo, o Tottenham falhou a possibilidade de subir ao terceiro lugar da prova, ao empatar no reduto do lanterna-vermelha Southampton (3-3), por culpa do penálti indesculpável cometido por Pape Sarr nos descontos.

No Estádio St. Mary's, o lateral direito espanhol Pedro Porro, que no mercado de inverno deixou o Sporting para rumar ao emblema londrino, abriu o ativo, já no período de compensação da primeira parte, aos 45+1 minutos, uma vantagem que viria a ser anulada logo abrir o segundo tempo, por Che Adams (46).

O temível Harry Kane, aos 65 minutos, colocou os 'spurs' de novo na frente, ao marcar o seu nono golo de cabeça na presente edição da prova, igualando o recorde de Duncan Ferguson, conseguido na época 1997/98, com o Perisic (75) a anotar o terceiro dos londrinos, que não foram capazes de gerir confortável margem no resultado.

Walcott, aos 77 minutos, e Ward-Prowse, aos 90+3, da marca do castigo máximo, após Pape Sarr ter atingido um adversário inadvertidamente, resgataram um ponto para o lanterna-vermelha, que soma 23, menos um do que Bournemouth (19.º) e West Ham (18.º).

Com mais dois encontros disputados do que o Manchester United, o Tottenham mantém o quarto posto, com 49 pontos, menos um do que os 'red devils', que seguem em terceiro. O Arsenal é quem lidera a prova de forma isolada, com 66, contra os 61 do atual campeão e segundo colocado Manchester City.

Em Wolverhampton, o Leeds obteve um triunfo por 4-2, num encontro que terminou com as expulsões dos anfitriões Jonny, aos 83 minutos, e do internacional português Matheus Nunes (90+11), que nem sequer foi lançado em campo.

Harrison, logo aos seis minutos, Ayling (49), Kristensen (62) e o antigo benfiquista Rodrigo (90+7) fizeram os golos dos Leeds, enquanto para os 'wolves' marcaram Jonny (65) e Matheus Cunha (73).

Os lusos José Sá, Nélson Semedo, Rúben Neves, Daniel Podence e Pedro Neto alinharam de início pelo Wolverhampton, com João Moutinho a ser lançado na reta final e Toti Gomes a não sair do banco.

No Leeds, o francês Illan Meslier tornou-se no guarda-redes mais jovem a atingir a cifra dos 100 jogos na história da Premier League, com 23 anos e 16 dias.

No Villa Park, em Birmingham, o Aston Villa imperou na receção ao Bournemouth (3-0), com golos de Douglas Luiz (sete minutos), Ramsey (80) e Buendia (89), enquanto o duelo entre o Brentford e o Leicester, que teve o luso Ricardo Pereira de início, terminou 1-1.

AJC // PFO

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.