"A detenção resultou de uma operação da nossa contrainteligência. Tínhamos informações sobre as características do indivíduo suspeito e, na primeira verificação, nada foi constatado. Então tivemos de submeter o indivíduo a uma segunda avaliação, já no hospital, onde foram encontradas as cápsulas no seu estômago", disse Hilário Lole.

O indivíduo, de 37 anos, acabava de desembarcar no Aeroporto Internacional de Maputo, num voo oriundo do Brasil.

"O trabalho que estamos a realizar faz-nos acreditar que se trata de uma única rede de tráfico de drogas", explicou o porta-voz do Sernic, avançando que este é o quarto caso de detenções por tráfico de drogas em um aeroporto neste ano.

Moçambique é apontado por várias organizações internacionais como um corredor de trânsito para o tráfico internacional de estupefacientes com destino à Europa e Estados Unidos da América, principalmente de heroína oriunda da Ásia.

EYAC // LFS

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.