O desfile, considerado o 'ex-libris' das festividades de Carnaval na Madeira, abriu com o grupo de João Egídio Rodrigues, com o projeto "O Beijo do Sol e da Lua", seguido pela Escola de Samba Caneca Furada, que apresentou o tema "Reis do Carnaval".

Depois, desfilaram a Associação Animação Geringonça, com "Jogo de Sedução", a Associação Animad, com o tema "Arena", e a Associação Turma do Funil, que apresentou o tema "Animação e Folia".

No cortejo participam também a Associação Cultural Império da Ilha, com o projeto "O Sal da Vida", a Associação Fitness Team, com "Fénix", o grupo Sorrisos de Fantasia, com "Cor Matriz", a Associação Tramas e Enredos, com "O Sonho, a Magia e as personagens da noite".

O corso carnavalesco, que começou às 20:00, conta ainda com a participação da Associação de Batucada da Madeira, com "Oceanos de Folia", da Associação Palco D'Emoções, com "A Magia das Pedras Preciosas", da Associação Os Cariocas, com "Boémia" e da Associação de Animação Nuvem d'Afectos, com "Madeira, uma Avenida de Luz e Cor".

Este ano, o Governo Regional da Madeira investiu cerca de 500 mil euros nas festividades de Carnaval, dos quais 300 mil foram canalizados para as 13 trupes que hoje participam no cortejo alegórico.

De acordo com os dados oficiais, a ocupação hoteleira na Madeira nesta quadra ronda os 87%.

As festas de Carnaval na região começaram na quarta-feira e prolongam-se até 18 de fevereiro, contando com dois momentos altos -- o cortejo alegórico de hoje e o cortejo trapalhão, na terça-feira, que também percorre as avenidas marginais do Funchal, no qual centenas de pessoas dão azo à sua imaginação e aproveitam para fazer sátiras e críticas a temas da atualidade.

DC // VAM

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.