Pelas 14:45 (hora de Lisboa), o índice Dow Jones subia 0,48% para 30.635,77 pontos e o tecnológico Nasdaq avançava 0,18% para 11.071,17 pontos.

Já o índice alargado S&P 500 fixava-se em 3.780,37 pontos, mais 0,51%.

O presidente da Fed, Jerome Powell, disse, esta quarta-feira, que o ritmo de futuros aumentos dos juros irá depender se e com que rapidez a inflação comece a cair, o que a instituição irá avaliar "reunião a reunião".

Numa intervenção no Senado, o presidente da Reserva Federal norte-americana (Fed) reafirmou a determinação da instituição em aumentar suficientemente as taxas de juro para desacelerar a inflação, um compromisso que alimentou preocupações de que a luta do banco central contra a subida dos preços possa levar a economia à recessão.

Jerome Powell assinalou que a decisão de aumentos será baseada nos "dados recebidos e nas perspetivas em evolução para a economia".

A Fed decidiu na semana passada subir a taxa de juro de referência em 75 pontos base, o terceiro aumento desde março e o maior desde 1994.

Na quarta-feira, a bolsa nova-iorquina encerrou em baixa, com o Down Jones a recuar 0,15% para 30.483,13 pontos.

PE (AAT) // CSJ

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.