Graças à subida em julho, a produção acumulada em 2022 chegou a 1,3 milhão de veículos, segundo dados da Anfavea.

O sindicato patronal informou também que as vendas de veículos atingiram 1,1 milhão de unidades entre janeiro e julho, uma queda de 12% face ao mesmo período do ano passado, apesar de julho ter sido o segundo mês com maior venda de carros no ano (181.994 unidades).

Já as exportações de veículos produzidos no Brasil em julho atingiram 41,9 mil unidades, total 11,4% abaixo do mês anterior, o primeiro dado negativo após três meses, que a Anfavea atribuiu principalmente à queda nas vendas para a Argentina, que recuaram 28,7% em julho face a junho.

O presidente da Anfavea, Márcio de Lima Leite, qualificou os dados de produção de julho como importantes, e projetou que no segundo semestre de 2023 a normalidade será recuperada tanto ao nível de produção como nas vendas.

Leite avaliou positivamente os resultados, mas reconheceu que o desafio dos problemas decorrentes da crise no fornecimento de semicondutores e logística persiste.

CYR // LFS

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.