Os dados contrastam com o excedente de 739,6 mil milhões de ienes (5,38 mil milhões de euros) que a terceira economia mundial registou no mesmo mês de 2021, segundo dados divulgados pelo Ministério das Finanças japonês.

O país asiático tinha registado um excedente de 128,4 mil milhões de ienes (cerca de 927 milhões de euros) em maio, 92,8% inferior ao valor referente a igual período de 2021.

A balança de pagamentos do Japão caiu no 'vermelho' sobretudo devido ao aumento das importações, que cresceram 49,2%, para 9,6 biliões de ienes (70,48 mil milhões de euros).

Em junho, as exportações japonesas aumentaram 20,4% em comparação com igual período do ano passado, atingindo 8,6 biliões de ienes (62,39 mil milhões de euros).

Pelo contrário, a balança de rendimentos, referentes aos investimentos japoneses no estrangeiro, registou um excedente de 1,2 biliões de ienes (8,87 mil milhões de euros), mais 133,5% do que em junho de 2021.

Também a balança de transferências teve um saldo positivo de 16 mil milhões de ienes (160 mil milhões de euros), em comparação com um défice de 78,8 mil milhões de ienes (572 milhões de euros) no mês homólogo.

A balança de serviços registou um saldo negativo de 254,5 mil milhões de ienes (1,85 milhões de euros) em junho, menos 24,6% do que em igual período de 2021.

Apesar do défice em junho, a balança de pagamentos do Japão terminou o primeiro semestre do ano com um excedente de 3,5 biliões de ienes (25,48 mil milhões de euros).

Nos primeiros seis meses, as exportações japonesas aumentaram 18,2%, para 46,4 biliões de ienes (336,88 milhões de euros), e as importações aumentaram 40,8%, para 52,1 biliões de ienes (378 mil milhões de euros).

No ano fiscal de 2021, que se refere ao período entre 01 de abril de 2021 e 31 de março de 2022, o Japão tinha tido um excedente de 12,6 biliões de ienes (92,8 mil milhões de euros), uma descida de 22,3%.

A balança de pagamentos reflete os pagamentos e receitas do comércio exterior de bens, serviços, rendimentos e transferências, sendo considerado um dos mais amplos indicadores comerciais de um país.

VQ // JMC

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.