"Há uma notícia que é positiva, que é a entrada do Chega de toda a maneira e em qualquer cenário no Parlamento Europeu. Esse é um cenário que eu também queria saudar", afirmou.

Em declarações aos jornalistas à chegada ao hotel escolhido pelo Chega para acompanhar a noite das eleições europeias, em Lisboa, André Ventura disse que "este obviamente não era o resultado" desejado, reiterando que a expectativa era "vencer estas eleições".

De acordo com as projeções das televisões, o Chega deverá eleger entre um e três eurodeputados e ficará atrás do PS e da Aliança Democrática (AD). É também possível que fique em quarto lugar, se a Iniciativa Liberal for o terceiro partido mais votado.

"O Chega, segundo todas as projeções, fica atrás do PS e do PSD. Isso não era o resultado que pretendíamos e nós assumimos isso, o responsável por isso naturalmente sou eu próprio", afirmou.

André Ventura chegou ao hotel cerca das 20:15, acompanhado do cabeça de lista do partido, que não quis falar aos jornalistas.

Questionado se a escolha de António Tânger Corrêa para liderar a lista do Chega ao Parlamento Europeu, o líder sustentou que "foi uma boa escolha".

"Tivemos uma boa equipa, não estou nada arrependido, o responsável deste resultado sou eu", salientou.

FM // NS

Lusa/Fim