O sismo ocorreu às 10:40 locais (03:40, hora de Lisboa) no Oceano Pacífico, 55,9 quilómetros a sudeste da cidade oriental de Hualien, a uma profundidade de 30 quilómetros, segundo a agência Efe.

O abalo foi sentido em toda a ilha de Taiwan e nas Ilhas dos Pescadores, tendo sido mais forte nos condados de Hualien, Taitung (leste), Nantou (centro) e Changhua (oeste).

A este terramoto seguiu-se, pouco depois, outro de magnitude 4,6 ao largo da costa do norte do condado de Hualien, a uma profundidade de 24,8 quilómetros.

Ainda que não tenham sido registadas vítimas mortais nem danos materiais importantes, o sismo provocou deslizamentos de rochas em vários troços de uma autoestrada, obrigando ao envio de máquinas para desobstruir a estrada.

Em 03 de abril, o condado de Hualien foi atingido por um terramoto de magnitude 7,2, o mais forte registado em Taiwan nos últimos 25 anos, causando 17 mortos, 1.100 feridos e elevados prejuízos nos setores do turismo e da educação da região.

Desde então, a CWA registou cerca de 1.000 réplicas de magnitude variável, sendo a de hoje a mais forte desde 03 de abril.

Taiwan situa-se ao longo do "Anel de Fogo" do Pacífico, a linha de falhas sísmicas que circunda o Oceano Pacífico e onde ocorre a maior parte dos terramotos do mundo.

ALN (PNG) // EA

Lusa/Fim