O Ministério do Ambiente, Habitação e Ordenamento do Território da Junta de Castilla y León considerou controlado o incêndio causado por raios, que até agora é o mais devastador deste ano e um dos maiores da história em Espanha e que forçou a evacuação de 31 cidades com cerca de 5.800 habitantes.

O incêndio foi declarado de nível dois, numa escala ascendente que vai de zero a três, no mesmo dia em que começou devido à velocidade com que as chamas avançaram, ameaçando populações e obrigando ao corte das vias do AVE Madrid-Galiza.

Além deste fogo, também hoje foi dado como extinto outro incêndio que deflagrou numa cidade vizinha de Losacio, em 24 de julho, causado intencionalmente, e que queimou cerca de 1.600 hectares de terra.

Esses incêndios afetaram a Sierra de la Culebra de Zamora e outras áreas circundantes, também atingidas por um fogo que começou em 15 de julho e ainda não foi extinto, tendo já afetado outros 25.000 hectares de terreno.

DF// VAM

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.