Entre os novos positivos, dois foram importados -- um de Espanha e outro de França -- e 54 são de transmissão local.

A região autónoma passa a contabilizar 13.417 casos confirmados de infeção por SARS-CoV-2 desde o início da pandemia, já com 12.703 recuperados.

A Madeira sinaliza também um total de 95 óbitos associados à doença.

Os dados da autoridade regional diferem dos apresentados hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS), que atribui à Madeira 126 novos casos, num total de 13.935 reportados desde março de 2020, e uma morte, elevando o número de óbitos para 89.

Em relação aos 619 casos ativos, dos quais 41 são importados e 578 de transmissão local, a direção regional informa que 57 pessoas estão internadas no Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal, quatro delas em cuidados intensivos, e 52 cumprem isolamento numa unidade hoteleira dedicada, permanecendo as restantes em alojamento próprio.

No total, há 336 situações que se encontram hoje em apreciação pelas autoridades, relacionadas com viajantes identificados no aeroporto, contactos com casos positivos ou outras situações reportadas à linha SRS24 ou provenientes dos vários postos de testagem do arquipélago.

A autoridade regional indica ainda que 515 pessoas estão em vigilância ativa nos vários concelhos da Madeira e no Porto Santo e outras 29.266 estão monitorizadas através da aplicação 'MadeiraSafe'.

A covid-19 provocou pelo menos 5.173.915 mortes em todo o mundo, entre mais de 258,92 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.385 pessoas e foram contabilizados 1.133.241 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

DC // MLS

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.