Segundo o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, desde a noite de sábado e madrugada de hoje registaram-se 16 ocorrências em quatro ilhas do grupo central.

Na ilha do Pico, registaram-se na vila da Madalena danos em 10 habitações, a par de uma garagem que também foi danificada, e a queda de elementos de construção.

Houve a necessidade de realojar uma das famílias das habitações danificadas, o que foi assegurado pelo Instituto de Segurança Social dos Açores, segundo a mesma fonte.

Nas ilhas do Faial, Graciosa e Terceira foram registadas quedas de árvores, enquanto na Praia da Vitória, também na ilha Terceira, uma derrocada ocupou parcialmente uma via pública, sendo que todas estas situações já foram normalizadas, de acordo com o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores.

Nos locais estiveram bombeiros, serviços municipais de Proteção Civil, elementos da Direção Regional de Obras Públicas, do Instituto de Segurança Social dos Açores e da Polícia de Segurança Pública.

Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), devido à precipitação por vezes forte, podendo ser acompanhada de trovoada, as ilhas do grupo oriental (São Miguel e Santa Maria) encontram-se sob aviso amarelo até às 21:00 (mais uma hora em Lisboa).

O IPMA colocou também o grupo central dos Açores (Terceira, Faial, Pico, São Jorge e Graciosa) sob aviso amarelo a partir das 15:00 e até às 18:00, bem como emitiu um aviso laranja relativo a precipitação, que vigora até às 15:00.

JME // VM

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.