Depois do triunfo caseiro sobre o Vitória de Guimarães (3-2), que lhe valeu o quarto êxito nos últimos cinco jogos, a equipa de Barcelos vai abrir a segunda metade do campeonato no Estádio do Bessa, a partir das 15:30, e o seu 'timoneiro' crê que há "soluções" para "contornar as dificuldades" que os 'axadrezados' vão apresentar.

"As perspetivas são de um jogo difícil. O Boavista é uma equipa competente, que se organiza defensivamente muito bem. Melhorou bastante com o novo treinador [Petit]. É sempre difícil jogar no Bessa. Esperamos dificuldades, mas o importante para nós é o que controlamos. Queremos impor o nosso estilo de jogo. Se o fizermos, estamos mais próximos do objetivo, que é somar pontos", disse, na conferência de antevisão ao duelo, marcado para as 15:30.

Convencido de que os 'galos' estão preparados para a "qualidade" defensiva do opositor, 10.º classificado da tabela, e para a sua "pressão alta", o técnico enalteceu a "adaptabilidade" dos seus 'pupilos' aos "vários momentos do jogo", embora haja ainda "muito para crescer".

Questionado sobre uma eventual ambição de apuramento para as competições europeias, já que o Gil Vicente ocupa o quinto lugar e está a cumprir o processo de inscrição para as competições da UEFA, Ricardo Soares disse que "não faz sentido" falar no assunto.

"Não faz sentido falar sobre a questão da Liga Europa. O que faz sentido é dizer que a equipa está bem e tem a ambição de ganhar jogo a jogo. Na altura [em que nos inscrevemos], estávamos ainda na Taça de Portugal, que é uma das vias [para a UEFA]. Confio plenamente na minha administração. Estou aqui para acrescentar valor ao Gil Vicente", declarou.

O treinador frisou, aliás, que os jogadores "nunca tiraram os pés do chão" quanto aos objetivos da época, "nem os podem tirar", tendo ainda dito que a sua maior prioridade é a de "extrair todo o talento" dos atletas que treina, para criar "mais-valias" para os barcelenses.

"Só há grandes equipas se houver grandes jogadores. O meu objetivo é que a minha equipa consiga ter um nível elevadíssimo. O meu objetivo é tentar, dentro do talento dos jogadores, fazer com que eles possam extrair o seu talento todo. Todos lucramos com isso", realçou.

Sobre o 'mercado' em curso, que já ditou as saídas de Iago Maidana (América Mineiro, do Brasil), de André Liberal (Tirsense) e de Marcelo dos Santos, o técnico prometeu que o Gil Vicente vai "arranjar soluções" para eventuais saídas, tendo lembrado a venda do guarda-redes Kritciuk aos russos do Zenit no final de agosto e a contratação do agora titular Ziga Frelih.

O Gil Vicente, quinto classificado da I Liga portuguesa, com 26 pontos, defronta o Boavista, 10.º, com 17, em desafio da 18.ª jornada, agendada para as 15:30 de sábado, no Estádio do Bessa, no Porto, com arbitragem de Fábio Melo, da Associação de Futebol do Porto.

 

TYME // RPC

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.