"Em tempo útil, dei a conhecer as minhas divergências políticas ao presidente da concelhia e candidato autárquico, Álvaro Madureira, que, de forma cobarde e como retaliação, retirou o meu nome da lista. Face ao exposto, apresentei a minha demissão de vice-presidente da Comissão Política da Secção de Leiria do PSD", afirma em comunicado Ana Silveira.

Na segunda-feira, Álvaro Madureira divulgou os candidatos à câmara, não figurando o nome de Ana Silveira, um dos dois vice-presidentes da concelhia.

No comunicado, a vice-presidente demissionária adianta que ao longo da vida política tem pautado o seu "comportamento por princípios democráticos, éticos e de solidariedade institucional e partidária".

"Nunca me revi num processo de candidatura eleitoral pautado pelo secretismo e pela falta de transparência, princípios éticos e de estratégia para o concelho", refere.

Salientando que "o PSD é um partido democrático e a prática política local deve reger-se por regras e princípios consonantes" com a sua identidade política, a social-democrata acrescenta que, "assim, não poderia pactuar com o que se tem vindo a passar e que é desprestigiante para todos e, em especial, para os órgãos partidários concelhios".

À Lusa, o presidente da concelhia, Álvaro Madureira, disse que "é preciso refrescar as equipas e em política não há lugares cativos".

"Quando as pessoas perdem lugares e não há lugares para todos e têm de ser tomadas decisões é evidente que as pessoas não ficam muito satisfeitas e temos de compreender", acrescentou Álvaro Madureira.

Nas eleições autárquicas de 2013, Ana Silveira foi a número três da lista do PSD à Câmara Municipal de Leiria, lista então liderada por Álvaro Madureira.

Na mesma posição Ana Silveira concorreu no sufrágio de 2017, quando o PSD teve como número um Fernando Costa, secundado por Álvaro Madureira.

Nas últimas eleições, o PS manteve a liderança da Câmara de Leiria, conquistando oito mandatos, enquanto o PSD obteve três.

Além de Álvaro Madureira, são também candidatos nas eleições autárquicas marcadas para 26 de setembro o atual presidente da Câmara, Gonçalo Lopes (PS), Marcos Ramos (Iniciativa Liberal), Luís Paulo Fernandes (Chega), Fábio Seguro Joaquim (CDS-PP), Pedro Machado (PAN), Luís Miguel Silva (BE), Sérgio Silva (CDU) e Filipe Honório (Livre).

SR // JEF

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.