Armando Vara tinha sido condenado em primeira instância no Tribunal Criminal de Lisboa, em julho de 2021, por um crime de branqueamento de capitais.

"Acordam em negar provimento ao recurso e confirmam o acórdão recorrido", pode ler-se no acórdão do TRL proferido, a que a Lusa teve hoje acesso, e de que foi relatora a desembargadora Alda Tomé Casimiro e adjunta Anabela Simões Cardoso.

JGO/FC // HB

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.