José Abraão falava aos jornalistas no final de uma reunião com a secretária de Estado da Administração Pública, Inês Ramires, sobre as medidas de valorização salarial que deverão constar na proposta de Orçamento do Estado para 2023 (OE2023).

O dirigente da Fesap indicou que, na reunião, a secretária de Estado disse que a medida custará 77 milhões de euros, representando mais 9,60 euros por mês para cada funcionário público.

A Fesap propunha um aumento do subsídio de alimentação para seis euros em 2023.

A proposta de aumento do valor do subsídio de alimentação na função pública de 4,77 euros para 5,20 euros em 2023 surge um dia depois de o Governo ter apresentado na Concertação Social uma medida que vai no mesmo sentido, para o setor privado.

Aos parceiros sociais, o Governo propôs na quinta-feira uma atualização do valor de isenção do subsídio de alimentação para 5,20 euros, comprometendo-se a "avaliar o modelo que estabelece a isenção e o valor ao longo do período de vigência do acordo", isto é, até 2026.

DF // JNM

LUsa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.