De acordo com a PSP, na quinta-feira, em Portimão, foi detido um homem, com 53 anos, sobre o qual pendia um mandado de detenção europeu com pedido de extradição emitido pelas autoridades espanholas, "por um crime de incêndio com perigo para a integridade física de pessoas".

A detenção ocorreu no âmbito de uma investigação de um furto de um telemóvel pela Esquadra de Investigação Criminal de Portimão, quando os elementos policiais procediam à constituição do homem como arguido "por existirem fortes indícios de que seria o autor" do furto, informou a PSP em comunicado.

O detido foi apresentado na sexta-feira ao Tribunal da Relação de Évora, que lhe decretou a prisão preventiva enquanto aguarda o processo de extradição para Espanha.

Em Faro, a PSP deteve dois homens, na sexta-feira, que alegadamente tinham na sua "posse uma arma branca ilegal e estupefacientes", depois de terem sido abordados por elementos do Corpo de Intervenção, quando circulavam na baixa da cidade num veículo "em velocidade excessiva e a emitir ruído de música elevado".

Segundo a polícia, o condutor, de 24 anos, "tinha na sua posse uma arma branca ilegal, vulgarmente utilizada para a prática de artes marciais" e um outro homem, de 21 anos, que o acompanhava, tinha alegadamente "na sua posse 42,2 doses de haxixe".

Um outro homem, com 38 anos, foi detido, na quarta-feira, em Vila Real de Santo António, no âmbito de um caso de violência doméstica, "quando na presença policial manteve uma postura agressiva" para com a ex-companheira, de 42 anos, informou a PSP em comunicado.

"Depois de ter recebido o alerta da ocorrência de agressões a uma mulher, foram acionados os meios para o local, tendo a mulher informado os policias de que tinha acabado de ser violentamente agredida pelo seu ex-companheiro", detalhou a PSP no documento.

De acordo com a polícia, o alegado agressor "tentou dar continuidade às agressões, ameaçando a vítima de morte", na presença das autoridades, o que resultou na sua detenção para proteger a integridade física da mulher.

O detido foi ouvido em primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Faro, na sexta-feira, tendo-lhe sido aplicada a prisão preventiva como medida de coação.

JPC // MSP

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.