No período em análise, o valor exportado pelos países de língua portuguesa para aquele território atingiu os 522 milhões de patacas (56,1 milhões de euros), de acordo com a Direção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC) de Macau.

Já o montante importado de mercadorias daquele território pelo bloco lusófono, no mesmo período, caiu 45,7%, ficando-se pelos seis milhões de patacas (645 mil euros).

As exportações de mercadorias por Macau, entre janeiro e setembro, atingiram 9,87 mil milhões de patacas (cerca de mil milhões de euros), mais 25,6%, comparativamente a igual período de 2020, enquanto o valor importado de mercadorias foi de 113,26 mil milhões de patacas (12,1 mil milhões de euros), mais 103%, em termos anuais, indicou a DSEC.

O défice da balança comercial de Macau nos primeiros nove meses do ano fixou-se em 103,39 mil milhões de patacas (11,1 mil milhões de euros), mais 55,45 mil milhões de patacas (5,96 mil milhões de euros), em comparação com o período homólogo do ano passado.

PTA (JMC) // VM

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.