"Os portugueses aqui residentes e os macaenses sempre demonstraram um profundo empenhamento e contribuíram de forma excecional para tornar mais rica a multiculturalidade de Macau", disse o chefe do Governo na habitual receção consular à comunidade portuguesa.

"O Governo da RAEM [Região Administrativa Especial de Macau] reconhece plenamente o papel dos portugueses aqui residentes e dos macaenses na sociedade de Macau, e expressa-lhes sincera gratidão pelos seus contributos", acrescentou Ho Iat Seng.

O chefe do Executivo do antigo território administrado por Portugal salientou que "a coexistência harmoniosa entre diferentes culturas, religiões, línguas e costumes" na cidade "é um sólido alicerce da «base de intercâmbio e cooperação que, tendo a cultura chinesa como predominante, promove a coexistência de diversas culturas".

Por outro lado, sublinhou que "durante este período [da pandemia], todos os residentes de Macau, incluindo os portugueses que aqui residem e os macaenses, em união de esforços, têm contribuído fortemente para a prevenção e combate da pandemia em Macau"

Ho Iat Seng prometeu ainda que "o Governo da RAEM continuará a trabalhar em estrito cumprimento da Lei Básica [a miniconstituição do território], a promover o progresso social e a melhorar o bem-estar de toda a população, nomeadamente o da comunidade portuguesa e macaense".

JMC // SF

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.