De acordo com uma nota da PJ, o homem foi presente ao Tribunal de Instrução Criminal de Cascais, que lhe decretou a medida de coação mais gravosa, de prisão preventiva.

Segundo a Polícia Judiciária, "o crime, de extrema violência, ocorreu na sequência de uma altercação familiar, tendo o arguido desferido diversos golpes de arma branca para atingir a vítima, além de ameaçar de morte as crianças, após o que se pôs em fuga para parte incerta".

O homicídio ocorreu na noite de sexta-feira, na zona do Estoril, no interior da residência onde coabitava o suspeito, a vítima e dois menores (11 e 13 anos), lê-se no comunicado da PJ.

"A vítima, inicialmente hospitalizada em estado grave, veio a falecer devido ao agravamento do seu estado clínico, provocado pelas lesões corto perfurantes que lhe foram infligidas", adianta a PJ.

Já o suspeito, que se tinha posto "em fuga para parte incerta", viria a ser localizado, identificado e detido na terça-feira, "fora de flagrante delito".

MCL // VAM

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.