"A adesão da Guiné-Bissau é a tradução do compromisso do Presidente Umaro Sissoco Embaló ao pan-africanismo e à integração económica, social e política em África", salienta o comunicado divulgado pela organização.

No comunicado, o Presidente guineense salienta a disponibilidade da Guiné-Bissau para trabalhar para a consolidação da CEN-SAD para que possa promover o desenvolvimento económico e social num contexto de segurança e paz.

A Comunidade dos Estados Sahel-Saarianos, é atualmente presidida pelo chefe de Estado do Chade, Idriss Deby Itno.

A Guiné-Bissau aderiu à CEN-SAD em 2004.

A CEN-SAD, criada em 1998 e atualmente composta por 29 estados-membros, tem como principal objetivo uma área de comércio livre em todo o continente africano.

O Presidente guineense viajou hoje para o Níger para participar na cerimónia de tomada de posse do novo chefe de Estado daquele país, Mohamed Bazoum.

MSE // PJA

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.