Os cigarros foram detetados na sequência de um controlo não intrusivo ao contentor, tendo as autoridades concluído "pela elevada probabilidade de existir uma desconformidade" entre o conteúdo do referido contentor e o que fora declarado nos documentos de transporte.

A descarga do contentor revelou a existência "e consequente apreensão de mais de 12 milhões de cigarros acondicionados em caixas, prontos para serem comercializados", indica a mesma informação da AT, precisando que a entrada destes cigarros no consumo iria resultar numa evasão aos impostos de cerca de 2,3 milhões de euros.

Numa outra ação de controlo, no aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, os serviços aduaneiros detetaram e apreenderam um total de 34.080 cigarros da marca 'Marlboro Red' provenientes de Istambul.

Os cigarros, refere um comunicado publicado no portal das Finanças, vinham em malas transportadas "por um passageiro de nacionalidade romena mas recolhidas por dois indivíduos de nacionalidade romena e ucraniana na Sala de Recolha de Bagagem do Aeroporto Humberto Delgado".

Na sequência desta operação, as autoridades procederam à "detenção dos dois indivíduos de nacionalidade romena e ucraniana", tendo avançado com a abertura de procedimento criminal, "face à dimensão internacional e forma de atuação constatada".

LT // JH

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.