O primeiro acidente ocorreu perto da localidade de Sugul, a escassos quilómetros de Mansoa, cidade situada a 60 quilómetros de Bissau, quando um camião, que transportava o arroz para Gabú, a 250 quilómetros a leste da capital guineense, caiu na berma da estrada.

Além do condutor e os ajudantes, o camião transportava quatro pessoas, à boleia, que seguiam para Gabú, de onde partiriam para o Senegal.

Nesse acidente que ocorreu nas primeiras horas deste domingo, morreram duas pessoas, precisou Sete Djassi.

De acordo com os relatos de populares que assistiram os acidentados, o camião despistou-se "porque o condutor estava a dormir ao volante".

A polícia não soube confirmar este dado.

Entrevistado por um repórter da rádio Sol Mansi, no local, o condutor do camião negou que tenha estado a dormir quando se deu o acidente e alegou que perdeu o controlo do veículo que caiu num buraco na estrada o que lhe fez perder a visibilidade.

Já ao princípio da tarde de hoje, um outro acidente aconteceu na localidade de Nhoma, a 30 quilómetros de Bissau, do qual também morreram duas pessoas e várias outras feridas foram transferidas para os hospitais da capital guineense.

O capitão Djassi adiantou que um camião, que transportava cascalho em direção a Bissau, chocou frontalmente com uma carrinha de transporte de passageiros.

No passado dia 23 de maio, um camião despistou da estrada e entrou em várias casas, provocando a morte a 16 pessoas, na localidade de Cambessé, no leste da Guiné-Bissau.

MB // JH

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.