Chamo-me Norberto Mourão, tenho 41 anos e sou atleta de paralímpico de canoagem. No dia 29 de Setembro de 2009 tive um grave acidente de viação no qual perdi as duas pernas. Desde esse momento tive sempre em mente voltar a fazer tudo o que fazia antes e foi com esse pensamento que comecei a procurar um desporto que me ajudasse a fortalecer os braços. Nessa procura pensei no remo e na canoagem e em conversa com amigos, eles falaram-me sobre a canoagem e sobre um evento em Sesimbra, que ia acontecer em Setembro de 2010. Correu tão bem que decidi começar a treinar com regularidade a partir de Janeiro de 2011!

O desporto tem sido fundamental na minha vida: permitiu-me voltar a fazer tudo o que fazia antes, voltar a ter a minha autonomia e independência, ser muito ativo, sentir-me útil, trouxe-me novos objetivos e abriu-me horizontes. Em suma, tornou-me num homem feliz e completo e arrisco mesmo a dizer que sou mais feliz atualmente do que antes de ter o acidente.

A campanha SuperAção do Comité Paralímpico de Portugal tem sido extraordinária em todos os aspetos pois considero que traz uma enorme visibilidade ao movimento Paralímpico e tudo o que o envolve, desde as várias modalidades em que estivemos representados nos Jogos Paralímpicos, exemplos reais de atletas, assim como toda a envolvência dos atletas e dos clubes, onde se pode experimentar cada uma das modalidades.

A campanha tem como base as três palavras Incentiva, Pratica e Apoia. Abordando o meu caso pessoal, sempre fui incentivado pela minha família e amigos a praticar desporto após o acidente e isso foi um complemento extraordinário às sessões de fisioterapia que tive durante a reabilitação.

Para se praticar algum tipo de desporto, é necessário sabermos onde o podemos praticar. Se muitas vezes já temos esse conhecimento, noutras é em conversa com amigos e conhecidos sendo que no desporto para pessoas com deficiência por vezes não é fácil, e é nesse sentido que no site https://paralimpicos.pt existe um local próprio, que vai sendo atualizado periodicamente, onde podemos facilmente saber que desportos se praticam na nossa zona e quais os clubes onde é possível experimentar. Por experiência própria, todos os clubes de que tenho conhecimento estão recetivos a receber novos atletas e mesmo que não estejam ainda adaptados a pessoas com deficiência, são prontamente pensadas formas de tornar o clube acessível.

No meu caso, tal como mencionei anteriormente, foi através de amigos que cheguei à canoagem. A prática regular fez-me melhorar a saúde, recuperar a autonomia, criar novos objetivos e lutar por novos sonhos, onde destaco o Sonho Paralímpico, que tive a sorte de realizar em Tokyo2020 e logo com uma medalha, a de Bronze!

Para que tudo se torne uma realidade é fundamental o apoio de todos e existem formas muito simples de apoiar. A partilha da campanha é uma dessas formas de apoio, ajudar de forma direta o CPP, clubes ou atletas é outra, existe ainda a possibilidade de consignar 0,5% do IRS para o CPP, bastando para isso colocar o NIF do CPP na respetiva aba no Modelo 3 do IRS.

Com o apoio de todos é possível aumentar o número de praticantes, melhorar a saúde de todos e manter aceso o espírito Paralímpico, proporcionando a criação de novos objetivos e sonhos. Muito obrigado a todos pelo vosso apoio!

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.