Sempre tive prazer em praticar desporto. Embora sem muito jeito para a modalidade, quando era criança adorava jogar futebol no recreio da escola e depois das aulas. Talvez por ter essa falta de habilidade para o futebol, na adolescência dediquei-me ao atletismo. Adorava correr quilómetros e quilómetros e cheguei a competir como federado, participando até em campeonatos nacionais. Os anos passaram, tornei-me adulto e nunca deixei de praticar desporto, apenas pelo simples prazer de me sentir bem física e emocionalmente.

Mas nunca imaginei que o desporto se viesse a tornar tão importante na minha vida, transformando o que parecia ter sido uma tragédia (o acidente de viação que sofri no dia que completei 30 anos de idade), numa oportunidade para me vir a tornar um atleta paralímpico e viver tantos momentos de alegria e orgulho ao representar o meu país nos maiores eventos desportivos a nível mundial.

E foi por ter a noção da importância que o desporto teve ao longo da minha vida, que me identifiquei desde o primeiro momento com a campanha “SuperAção” que o Comité Paralímpico de Portugal levou a cabo recentemente. Foi sem dúvida uma excelente ideia! Especialmente num momento difícil, em que o desporto nacional parece ter sido “esquecido” pelos governantes deste país quando elaboraram os planos para tentar retomar a normalidade após dois anos de pandemia. A fatia do Orçamento de Estado destinada a apoiar o desporto é tão pequena que mais parece uma brincadeira de mau gosto. E se é pequena para o desporto em geral, imaginem para o “parente pobre”, o desporto paralímpico. Por isso, nada melhor do que chamar a atenção da sociedade sobre os atletas paralímpicos. E creio que essa campanha foi um sucesso.

Todas as pessoas podem fazer parte do movimento paralímpico, quer tenham ou não uma deficiência. Por exemplo, é importante incentivar os atletas nacionais. E podem fazê-lo través das redes sociais, seguindo a página “Paralímpicos” no Facebook e Instagram, assinando a “newsletter “ e lendo a revista dos Paralímpicos Portugal.

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.