Estudo da União Africana aponta que emprego é o maior desafio de Angola e Moçambique

O emprego é o maior desafio para Angola, Moçambique e os outros oito países do sul de África, segundo um estudo da União Africana (UA) e Organização de Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) sobre políticas de crescimento no continente.

O relatório "Dinâmicas do Desenvolvimento em África - Crescimento, Emprego e Desigualdade 2018" estima que 16,5 milhões de pessoas em Angola, África do Sul, Botsuana, Lesoto, Maláui, Moçambique, Namíbia, Suazilândia, Zâmbia e Zimbabué não têm trabalho, segundo dados referentes ao período de 2015 a 2030.

O universo deste conjunto de dez países do sul de África a que se refere o estudo é de 177 milhões de pessoas, o que representa 14% da população no continente africano, de acordo com estatísticas da UA, que prevê no estudo em parceria com a OCDE que 1,1 milhões de pessoas consiga entrar no mundo do trabalho em cada ano até 2030.

De segunda a sábado,

consulte os especialistas em Motores, Atualidade, Entretenimento, Lifestyle, Tecnologia e Desporto.

Subscreva para receber no seu email, a dose diária recomendada de informação, sem contraindicações.