Às 14:35 (hora de Lisboa), o índice Dow Jones perdia 1,32% para 31.820,30 pontos e o Nasdaq recuava 0,75% para 11.630,13 pontos.

O índice alargado S&P 500 descia 0,62% para 3.935,89 pontos.

Depois de ter encerrado a sessão anterior em alta, animada com a intervenção de um grupo de grandes bancos norte-americanos que aceitaram depositar 30 mil milhões de dólares (cerca de 28 mil milhões de euros) no First Republic, um banco regional em dificuldades, a bolsa de Nova Iorque voltou a perder a euforia.

"A questão agora é saber se isso será suficiente", disse Quincy Krosby, da LPL Financial, a propósito da intervenção.

"Ainda restam dúvidas sobre a solidez do sistema financeiro", acrescentou, citado pela AFP.

Depois de ter subido mais de 10% na quinta-feira e de ter estado a recuar 36% durante a sessão, o First Republic estava hoje de novo em dificuldades e perdia 17,19% pouco depois da abertura do mercado. Desde que começou esta crise bancária, o banco caiu 65,5%.

Outros bancos regionais norte-americanos seguiam a tendência, como o PacWest (-10,35%), Western Alliance (-6,30%) e o Comerica (-9,77%).

Grandes bancos como o Goldman Sachs (-2,76%) e o JPMorgan Chase (-2,76%) também registavam perdas, o que penalizava o índice Dow Jones, numa altura em que o índice de volatilidade do mercado VIX subia mais de 5%.

EO // EA

Lusa/fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.