Às 15:10 (hora de Lisboa), o índice Dow Jones descia 0,34% para 30.080,40 pontos e o tecnológico Nasdaq perdia 0,92% para 11.116,58 pontos.

O índice alargado S&P 500 baixava 0,65% para 3.765,16 pontos.

A Reserva Federal norte-americana (Fed) anunciou na quarta-feira uma subida de 75 pontos base na sua taxa de juro, um aumento igual ao que tinha decidido nas duas últimas reuniões, em junho e julho.

Este é o quinto aumento desde março e a taxa dos fundos federais fica agora entre 3% e 3,25%, o nível mais alto dos últimos 14 anos.

O banco central norte-americano indicou em comunicado, após uma reunião de dois dias, que "antecipa que outros aumentos adicionais serão necessários em 2022" face a uma inflação elevada e persistente.

Hoje, outros bancos centrais anunciaram decisões idênticas, como o Banco de Inglaterra, que aprovou um aumento de 50 pontos base na sua principal taxa de juro, que subiu de 1,75% para 2,25%, o nível mais alto desde dezembro de 2008.

Na sessão anterior, Wall Street já tinha fechado no 'vermelho', após ter sido anunciada a decisão da Fed, que apresentou também previsões económicas mais pessimistas do que as divulgadas em junho, antecipando um crescimento económico quase nulo em 2022 (0,2%), quando há três meses previa 1,7%.

O Dow Jones perdeu 1,70%, o Nasdaq 1,79% e o S&P 500 desceu 1,71%.

EO // EA

Lusa/fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.