As cinco concorrentes são a italiana Enel Green Power SPA, a sul-africana Globeleq Africa, a moçambicana Scatec Solar ASA e as francesas EDF Renewables e Total Eren S.A.

A central terá uma potência de 30 megawatts (MW) e será instalada no distrito de Dondo, província de Sofala, junto à cidade da Beira.

As cinco empresas foram escolhidas de um total de 12 e deverão, na próxima fase, apresentar propostas técnicas e financeiras.

Além da central solar do Dondo, as autoridades moçambicanas preveem lançar este ano um concurso para outras duas, em Lichinga, capital da província do Niassa, norte do país, e outra na povoação de Manje, província central de Tete.

LFO // SB

Lusa/Fim

 

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.