De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE), "os níveis atingidos em agosto de 2021 foram, no entanto, inferiores aos observados em agosto de 2019, tendo diminuído o número de hóspedes e de dormidas, 23,6% e 22,1%, respetivamente".

No acumulado dos primeiros oito meses do ano, verificou-se um aumento homólogo de 11,8% das dormidas totais, resultante de um aumento de 29,1% nos residentes e de uma quebra de 6,4% nos não residentes.

Comparando com o mesmo período de 2019, contudo, as dormidas diminuíram 58,4% (-18,9% nos residentes e -75,6% nos não residentes).

PD // CSJ

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.