Para o treinador, os jogadores do Arouca, "nos momentos em que estão em desvantagem em jogo, são muito agressivos e muito pró-ativos e no ataque criam muitas dificuldades", e que, por isso, "foram capazes de empatar em jogos que estavam a perder, de marcar golos nos 80, 90 e 94 minutos, porque continuam a acreditar".

O técnico principal disse aos jornalistas, na antevisão ao jogo com o Arouca, marcado para sexta-feira, pelas 20:15, no Municipal de Arouca, que espera "um jogo difícil", frente a "uma equipa que tem tido resultados que não representam o nível do plantel e do jogo".

"Praticamente em todas as partidas criaram dificuldades ao adversário. Uma equipa como o Arouca é muito pró-ativa, que faz as coisas acontecer no campo. Só em três jogos, frente a Sporting, Benfica e FC Porto é que não tiveram mais posse de bola", contabilizou.

Em relação à sua equipa, o técnico espanhol disse que "tem de ser fiel aos seus princípios e ser muito consciente que o jogo será muito difícil", por isso, tem de "estar preparada para tudo" e, "o mais importante, tem de manter a competitividade".

"Trato de não olhar para o passado para preparar o futuro. O futuro depende do que fizermos hoje e em cada dia e estou muito contente pela forma como a equipa treinou durante a semana, a intensidade, a concentração, ninguém baixou os braços e isso é o mais importante", admitiu.

Esta semana seguiu-se à derrota por 3-1 com o FC Porto, em casa, na última jornada, mas Pako Ayestarán disse que incute nos seus atletas que a reação a uma derrota "não pode demorar mais do que 24 horas".

"A partir daí há que levantar a cabeça, vir com um sorriso na cara e continuar a trabalhar, porque estamos longe de terminar [o campeonato] e temos de estar conscientes de que o que estamos a fazer hoje servirá para o jogo seguinte e para os outros depois", afirmou.

Com o objetivo "sempre na vitória", o técnico 'auriverde' defendeu que antes de iniciar um jogo a primeira coisa a pensar é que "mais do que ganhar" a equipa tem de "fazer o possível para ter possibilidades de ganhar".

O Tondela, com nove pontos e na 11.ª posição, vai ao Estádio Municipal de Arouca, pelas 20:15 de sexta-feira, enfrentar o Arouca, que conta com seis pontos e está no 15.º lugar, num jogo que abre a 10.ª jornada da I Liga e com arbitragem de Luís Godinho, da associação de Évora.

IYN // NFO

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.