O corredor de Pegões Velhos explicou à Lusa que sai da equipa norte-americana por "motivos pessoais" e que nas próximas semanas revelará qual a sua nova formação.

Guerreiro, de 28 anos, está na estrutura norte-americana desde 2020, depois de se ter estreado no World Tour pela Trek-Segafredo em 2017, mudando-se para a Katusha-Alpecin em 2019.

A sua estreia internacional aconteceu na continental Axeon, em 2015, formação sub-23 orientada por Axel Merckx.

Como profissional, Ruben Guerreiro tem três vitórias, com destaque para a etapa na Volta à Itália de 2020, ano em que conquistou a classificação da montanha na prova transalpina.

Além deste triunfo, Rúben Guerreiro sagrou-se campeão português em 2017 e venceu, já este ano, o Mont Ventoux Dénivelé Challenge, em França.

AMG/NFO // NFO

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.