Diogo Ribeiro ficou a apenas um lugar do objetivo, ao registar o nono melhor registo -- foi 13.º entre os 33 atletas que se apresentaram nas eliminatórias -, em 51,01 segundos, a somente um décimo de segundo da marca que valeu um lugar na final de oito, em 50,91.

O luso de 19 anos, que em julho conquistou a medalha de prata nos Mundiais de piscina olímpica na prova dos 50 metros mariposa, em Fukuoka (Japão), ficou, ainda assim, distante do tempo mais baixo, do suíço Noé Ponti, em 48,61, um novo recorde dos campeonatos.

Gabriel Lopes e João Costa não conseguiram melhorar em relação ao que fizeram nas eliminatórias e na sua semifinal dos 50 metros costas ficaram com os dois últimos lugares, sétimo e oitavo, respetivamente.

O alemão Ole Braunschweig foi o mais forte, vencendo em 23,04 segundos, com Gabriel Lopes e ficar a 81 centésimos de segundo e João Costa a 1,11 segundos: 23,26 foi o derradeiro registo a valer um lugar na prova das medalhas.

De manhã, a estafeta feminina de 4x50 metros livres, composta por Ana Guedes, Mariana Cunha, Francisca Martins e Camila Rebelo, obteve novo máximo de uma seleção portuguesa, com o tempo de 1.41,99 minutos, mas não evitou terminar na 10.ª e última posição, falhando o acesso às meias-finais.

Na quarta-feira, entram em ação Camila Rebelo nas eliminatórias dos 200 metros costas, Miguel Nascimento nos 500 metros livres, Mariana Cunha nos 200 mariposa e nos 100 estilos, além da equipa masculina que se apresentará nos 4x50 metros estilos.

RBA/RPC // VR

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.