"Este acordo prevê, em particular, que sejam feitas melhorias no circuito e nas instalações envolventes (...) antes da corrida de 2022, que terá lugar em 22 de maio", revelou Stefano Domenicali, diretor executivo da Fórmula 1, em comunicado.

O Grande Prémio de Espanha de F1 é disputado desde 1991 no circuito de Montmeló, perto de Barcelona, construído antes das Olimpíadas de 1992.

"As equipas e os pilotos estão sempre ansiosos para correr neste circuito e visitar Barcelona. Os fãs espanhóis ainda poderão ver de perto os seus heróis nacionais Fernando Alonso e Carlos Sainz", acrescentou.

No MotoGP, o novo acordo garante ao Grande Prémio da Catalunha um lugar no calendário de 2022 e "pelo menos mais dois entre 2023 e 2026", alternando com outros circuitos da Península Ibérica, especifica a Dorna, empresa organizadora do Mundial.

"A espetacular pista catalã está ligada ao MotoGP desde os primeiros tempos da Dorna e foi uma pista chave no calendário de cada época", elogiou o promotor, referindo-se ao circuito que recebe a competição desde 1992.

Roger Torrent, presidente do circuito, elogiou o acordo alcançado com as duas entidades, considerando a infraestrutura "uma peça estratégica para o desenvolvimento económico e social da Catalunha ligado à indústria da mobilidade verde".

RBA // AJO

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.