"O nosso país subestima o potencial cultural desta área: a arquitetura portuguesa tem um enorme prestígio", disse à agência Lusa o presidente do Proap, João Nunes, a propósito do acordo assinado em Ningbo, no leste da China, com o Tengtou, um grupo que tem viveiros de plantas e ateliers em quatro cidades chinesas.

"É o nosso primeiro passo na China, com um parceiro muito sólido e integrado no mercado. Estamos muito contentes", acrescentou o arquiteto português.

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.