Contando com o brasileiro Alex Atala (restaurante "Dom", duas estrelas Michelin, São Paulo) como embaixador oficial, o evento pretende mostrar "veteranos e cozinheiros de sangue novo", além de destacar uma comitiva dedicada a França, no âmbito da programação da Temporada Cruzada Portugal-França 2022, bem como a gastronomia de países africanos lusófonos.

Segundo a organização, a cargo da empresa Amuse Bouche, durante o Foodtopia, que vai decorrer no Jardim Botânico Tropical da Universidade de Lisboa, em Belém, os 'chefs' irão "cozinhar ingredientes e narrativas num cenário idílico, onde se escondem também contadores de histórias, músicos, marionetas e instalações artísticas".

A alta cozinha portuguesa estará em destaque, com a presença de chefs de restaurantes com duas estrelas Michelin -- Rui Paula ("Casa de Chá da Boa Nova", Porto), Henrique Sá Pessoa ("ALMA", Lisboa), Hans Neuner ("Ocean", Porches) e David Jesus (sous chef "Belcanto", Lisboa) -- e com uma estrela - Alexandre Silva ("Loco", Lisboa), Manuel Maldonado (chef executivo "100 Maneiras", Lisboa), Pedro Almeida ("Midori", Lisboa), Gil Fernandes ("Fortaleza do Guincho", Guincho), Louis Anjos ("Al Sud", Lagos), Rui Silvestre ("Vistas Rui Silvestre", Vila Nova de Cacela), Tiago Bonito ("Largo do Paço", Amarante) e Vincent Farges ("Epur", Lisboa).

Os 'chefs' Marlene Vieira, António Galapito, Hugo Brito, Rodrigo Castelo ou Michele Marques também marcam presença, existindo ainda uma aposta nos "protagonistas da nova cozinha portuguesa", como Alana Mostachio, Bernardo Agrela, Filipe Ramalho, Alessandra Borsato, Nikita Polido, Angélica Salvador, Leonor Godinho ou Marcella Ghirelli.

Apenas no domingo, três "grandes instituições gastronómicas portuguesa", Cervejaria Ramiro, Solar dos Presuntos ('chef' Hugo Araújo) e Mugasa ('chef' Ricardo Nogueira), vão servir alguns dos seus pratos mais conhecidos.

O festival pretende também divulgar a gastronomia de algumas das comunidades mais representativas no país, pelo que contará com a participação de Dulce Silva (Guiné-Bissau), Eleutério Assunção (São Tomé e Príncipe), Sheila Abreu (Moçambique), Helt Araújo (Angola) e Tony Fox ("Fox Coffee 'O Rei da Cachupa'").

"Vão servir pratos tradicionais, mas também uma nova visão sobre a cozinha e os ingredientes africanos", de acordo com a organização.

Na 'Rua da França', "mostra-se a garra da nova geração de cozinheiros franceses e dos protagonistas da cozinha clássica francesa, alguns deles residentes em Portugal, outros com raízes e fortes influências lusófonas", como Jean-Luc Damieux-Verdeau, Jessica Giovanini, Aaron Rosenthal, Natalie Castro, Julien Montbabut e Joana Thöny Montbabut, Vincent Farges, Frederic Breitenbucher e André Lança Cordeiro.

A programação inclui ainda apresentações, com temas como o pão, os citrinos, Amazónia ou vinhos naturais.

O espaço vai ser animado com malabaristas, músicos e teatro itinerante, a cargo do Manicómio, da Companhia XPTO e do Grupo Bifurcação.

O festival é coorganizado pela Amuse Bouche, Câmara Municipal de Lisboa, o Turismo de Portugal e insere-se na Temporada Cruzada Portugal-França 2022.

A entrada no recinto custa 10 euros e é gratuita para crianças até aos 12 anos e os pratos têm o preço único de seis euros.

JH // VAM

Lusa/fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.