Tonela falava no lançamento do sexto concurso internacional para o licenciamento de áreas para a pesquisa e produção de petróleo e gás.

"Estamos totalmente comprometidos a realizar um processo aberto e transparente, que permita a seleção de investidores mediante critérios baseados na capacidade técnica, robustez financeira, experiência comprovada no desenvolvimento de projetos de petróleo e gás e que adotem medidas de mitigação das alterações climáticas", declarou.

Aquele governante assinalou que o mundo vive uma era de transição energética que visa o fim da utilização dos combustíveis fósseis, mas enfatizou que o gás natural -- de que Moçambique é rico - irá desempenhar um papel instrumental para acompanhar a massificação das energias renováveis, dado que estas ainda são "intermitentes".

"Pretendemos continuar a promover a pesquisa e prospeção de recursos naturais de modo a alavancar o desenvolvimento social e económico do nosso país e para promover melhores condições de vida as nossas populações", enfatizou Max Tonela.

Questionado pelos jornalistas sobre a relevância do lançamento hoje do sexto concurso, enquanto ainda decorrem trabalhos preliminares do quinto, o ministro dos Recursos Minerais e Energia de Moçambique avançou que o primeiro furo das áreas atualmente em pesquisa será aberto no primeiro trimestre de 2022.

"Em relação ao quinto concurso, os trabalhos estão a correr conforme o programado, estando previsto o primeiro furo já para o primeiro semestre do próximo ano", destacou.

Max Tonela observou que a pesquisa e prospeção de hidrocarbonetos "é um trabalho demorado pela sua natureza".

O concurso hoje lançado abrange 16 áreas em águas profundas das regiões do Rovuma, Angoche, Zambeze e Save, numa extensão de 92 mil quilómetros quadrados.

A bacia do Rovuma, sob o fundo oceânico em alto mar ao largo da costa de Cabo Delgado (norte do país), já tem áreas atribuídas.

Algumas das maiores reservas de gás do mundo foram ali descobertas e vão começar a ser exploradas em 2022.

Os resultados do novo concurso, hoje lançado, serão anunciados daqui por um ano.

PMA // VM

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.