O 'site' indica que às 21:44 estavam ainda mobilizados para as operações, no distrito de Santarém, 298 operacionais das forças de segurança e socorro, bem como 96 viaturas.

Às 16:30, o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém tinha já dito à agência Lusa que o fogo mantinha apenas 10% do perímetro ativo, não havendo casas em perigo.

Neste fogo, indicou o CDOS, registaram-se dois feridos, bombeiros, "um por exaustão e outro com queimaduras ligeiras decorrentes da radiação do calor".

O incêndio começou às 18:02 de domingo.

O presidente da Câmara de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, referiu, pelas 16:30, que a informação de que dispunha então era a de que arderam 350 hectares, sobretudo "mato e floresta", assim como um barracão e uma casa devoluta.

ROC (SR) // VAM

Lusa/fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.