Segundo o chefe de departamento de comunicação e imprensa do comando provincial do Bié da Polícia Nacional, superintendente-chefe António Hossi, as vítimas realizavam a atividade de garimpo na localidade de Caxito, sede comunal de Caieie, município de Nharea.

"Eram oito os componentes do referido grupo e a morte desses cidadãos ocorreu quando os mesmos realizavam escavações para a exploração de diamantes e, dada a profundidade do buraco, a terra desabou, ficando eles soterrados", referiu António Hossi, em declarações à rádio pública angolana.

O porta-voz da polícia no Bié, no centro de Angola, sublinhou que os cidadãos realizavam a exploração "de forma ilícita".

NME // PJA

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.