Donald Trump, que provavelmente enfrentará o seu sucessor, Joe Biden, nas próximas eleições presidenciais, em novembro, acusa regularmente os aliados da NATO de incumprimento dos seus compromissos em termos de despesas militares.

Por diversas vezes, o ex-Presidente republicano ameaçou a saída dos Estados Unidos da Aliança Atlântica caso regressasse à Casa Branca.

Para o democrata Joe Biden, os comentários de Trump significam "a sua vontade de abandonar os aliados da América que são membros da NATO em caso de um ataque russo".

"O facto de Donald Trump admitir que pretende dar luz verde a Putin para mais guerra e violência, para continuar o seu ataque brutal a uma Ucrânia livre e para estender a sua agressão ao povo da Polónia e dos Estados Bálticos é angustiante e perigoso", afirmou o Presidente dos Estados Unidos em comunicado.

Donald Trump tem sido frequentemente hostil à continuação da ajuda americana à Ucrânia, em guerra com a Rússia há cerca de dois anos desde que as tropas russas invadiram território ucraniano.

ER // VAM

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.