Todas as notícias em primeira mão
Todas as notícias em primeira mão
Todas as notícias em primeira mão
com o apoio MEO
Poupe na sua eletricidade com o MEO Energia. Simule aqui

Oeiras

Isaltino: o eterno presidente de Câmara

Oeiras
Isaltino Afonso Morais

Isaltino Afonso Morais

INDEP (IN-OV)

• Foi preso por fraude fiscal e branqueamento de capitais

Abuso de poder, fraude fiscal, branqueamento de capitais e um crime de corrupção passiva por ilícito, no caso da Urbanização da Medrosa, foram os crimes pelo qual foi condenado em 2009. A sentença incluía sete anos de prisão e perda de mandato. Isaltino sempre se declarou inocente e, com recursos, viu a pena ser reduzida para dois anos de prisão e anulada a pena de perda de mandato.

• O juiz padrinho de casamento do adversário na candidatura de 2017

A candidatura de Isaltino à presidência da Câmara Municipal de Oeiras nas ultimas eleições também foram palco para polémicas. Em causa a rejeição da própria pelo juiz Nuno Tomás Cardoso, que acabou por ser viabilizada. O Supremo Tribunal da Justiça acabou por acusar o magistrado por minar a confiança publica o sistema judicial, já que este profissional matinha relações pessoais próximas com Paulo Vistas, adversário de Isaltino na corrida eleitoral e de quem chegou a ser padrinho de casamento.

• Cartazes e redes sociais que violam a lei eleitoral

Já este ano, a Comissão Nacional de Eleições acusou duas vezes o atual presidente da Câmara de Oeiras e recandidato de fazer publicidade institucional, através da conta de Facebook do projeto Oeiras Valley.

• A recolha de assinaturas no centro de vacinação contra a COVID-19

Após várias acusações de o movimento de Isaltino Morais recolher assinaturas para a candidatura à autarquia à entrada do centro de vacinação em Carnaxide, o gabinete confirmou a presença mas alertou que é costume que a recolha de assinaturas seja feita em locais de grande afluência de pessoas.

• O obelisco de 600 mil euros, a cultura e o ajuste direto

Este ano, a Câmara de Oeiras inaugurou em abril um obelisco no Parque dos Poetas que custou 600 mil euros. As críticas choveram principalmente do sector da cultura que atravessa uma crise sem precedentes consequente da pandemia. O contrato é público, só teve um concorrente e foi feito por ajuste direto devido à “ausência de recursos próprios”. Isaltino rejeita as críticas e realça o apoio prestado aos munícipes no combate à pandemia.

• A Silicon Valley portuguesa

Para atrair novas empresas e criar um centro de inovação, tecnologia e ciência, a autarquia criou o Oeiras Valley. Candidata-se também a ser a Capital Europeia da Inovação. A chegada da Google em 2018 reforçou o posicionamento e o investimento global de 400 milhões de euros neste projeto, que muito orgulha o autarca.

O conhecido presidente da Câmara de foi eleito pela primeira vez em 1985, pelo PSD, e renovou mandatos em 1989 e 2009, interrompendo durante três anos, em que parte deste período foi ministro das Cidades, Ordenamento do Território e Ambiente. Foi eleito pelo PSD ainda em 2001 e a partir de 2005 continuou à frente de Oeiras como independente. Saiu em 2013 para cumprir pena de prisão e em 2017 recandidatou-se e voltou a ganhar.

Veja mais sobre

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa , as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.