Porquê? Porque são oito pessoas muito corajosas e determinadas, com idades entre os 26 e 46 anos, que estão a aprender tudo o que importa saber sobre a arte do cabeleireiro. As técnicas, os instrumentos, a pegar nos rolos, a coloração, secar cabelos e massajar cabeças, a atender um cliente, a funcionar num salão. Estão a aprender porque, para alguns deles, é um sonho concretizado, e para todos é a esperança de conseguirem um emprego.

O Curso começou no dia 28 de outubro e vai decorrer até junho de 2022, com aulas semanais à quinta-feira, das 10h às 12h30, numa “Academia de Formação” de referência em Lisboa. E no final terão um estágio remunerado.

O seu entusiasmo é contagiante. Mas também o empenho e vontade de aprender e praticar o que lhes ensinam os formadores: a Susana, o Ivo e a Célia, entre outros.

O curso resulta do projeto “Beleza em todas as suas formas”, criado por uma importante empresa italiana de cosmética, cuja “Visão” inclui o “respeito pelo valor da diferença”, projeto que começou no Brasil, em 2013, e chega agora com esta 1ª edição a Portugal.

Os oito são pioneiros. Foram escolhidos pelas suas competências, capacidades e gosto por esta profissão. Sim, todos eles! Um a um, aceitaram e agarraram este desafio. Têm alguns receios, claro. Mas sabem que há muitas pessoas a torcer por eles, a ajudar e a fazer tudo para que se sintam bem, aprendam e mostrem o seu valor.

Ah, é verdade: todos têm Trissomia 21 ou outra deficiência intelectual e frequentam a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental de Lisboa.

Muda alguma coisa?

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.