"Esta aceleração é em parte explicada pelo aumento de preços da eletricidade e pelo fim da isenção de IVA num conjunto de bens alimentares essenciais", refere o INE, estimando que o impacto do fim do IVA Zero sobre a variação do Índice de Preços no Consumidor (IPC) total tenha sido de 0,7 pontos percentuais.

Com arredondamento a uma casa decimal, a taxa de variação do IPC hoje avançada pelo INE confirma o valor da estimativa rápida divulgada em 31 de janeiro.

O indicador de inflação subjacente (índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos) registou uma variação de 2,4% em janeiro (2,6% em dezembro).

No mês em análise, a variação do índice relativo aos produtos energéticos aumentou para 0,2% (-10,5% no mês precedente) e o índice referente aos produtos alimentares não transformados acelerou para 3,1% (2,0% no mês anterior).

PD // EA

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.