"Para quem tem adrenalina no sangue não posso dizer que vou passear, mas sim dar o meu máximo. Este convite da Hyundai para participar nesta prova, que poderia ser rali, era algo que já estava previsto e o cancelamento da prova da Finlândia apenas acelerou o processo. Para além de poder partilhar o volante com o meu pai, estou muito feliz por também poder ter um motivo para estar uma vez mais perto dos meus fãs e viver um ambiente diferente das minhas habituais competições", disse Miguel Oliveira, citado pela sua assessoria de imprensa.

O presidente da Câmara de Vila Real, o socialista Rui Santos, mostrou-se "muito feliz" por esta participação.

"Ficamos muito felizes por poder contar novamente com ele, desta vez como piloto, sabendo que ficaremos encantados com o seu talento e com a sua simpatia", disse.

Miguel Oliveira já tinha estado na prova portuguesa do WTCR como convidado mas nunca tinha participado como piloto.

"Em Vila Real gostamos de receber os melhores e o Miguel Oliveira é, sem dúvida, um dos melhores. Estamos habituados a vê-lo brilhar na categoria rainha das duas rodas, e agora teremos a oportunidade de vibrar com os seus dotes atrás do volante. É a cereja no topo do bolo do evento fantástico que preparamos para todos", sublinhou José Silva, presidente da Associação Promotora do Circuito Internacional de Vila Real.

O piloto de Almada irá marcar presença na sessão de autógrafos prevista para quinta-feira, dia 30 de junho, pelas 16:00 horas, em Vila Real.

Esta será a quinta de dez etapas previstas no calendário mundial de turismos, que conta com a presença a tempo inteiro do piloto portuense Tiago Monteiro (Honda).

 

AGYR // NFO

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.