A decisão foi anunciada hoje durante o Google For Brasil 2024, evento anual da empresa no mercado local.

Os novos recursos estarão disponíveis em todo o mundo, mas serão testados primeiro no país sul-americano que é um dos maiores mercados do sistema Android e também porque é um país onde são registados quase um milhão de roubos de telemóveis por ano.

Uma das funções, que utiliza inteligência artificial, permitirá o bloqueio automático da tela do aparelho em caso de movimentos bruscos que o sistema identificará como um possível roubo à força.

A novidade, criada para combater roubos, bloqueará a tela do telemóvel ao identificar que alguém o arrancou de mão do utilizador abruptamente.

Outra função permitirá ao utilizador bloquear o aparelho remotamente, digitando o número do telefone numa página web, sem a necessidade de inserir senhas pessoais.

A terceira opção é um bloqueio automático do aparelho que é ativado caso ocorram situações como retirada do cartão SIM ou perda prolongada da conexão com a internet.

Segundo o Google, as funções serão testadas no Brasil num programa piloto que terá início em julho e nos próximos meses será oferecido a todos os utilizadores com telemóveis que usam sistema operacional Android 10 ou versões mais recentes.

CYR // MLL

Lusa/Fim