"Esse tipo de decisões parece ser muito maior do que realmente é e gera reações exageradas. Há vários motivos que levam à tomada de uma decisão, mas não acho que tenha sido uma decisão crítica. Todos aceitaram muito bem, o jogo correu bem e não existe problema algum", esclareceu o técnico inglês.

Carrick, que rendeu de forma interina o norueguês Ole Gunnar Solskjaer, despedido devido aos maus resultados, ainda vai orientar os 'red devils' na quinta-feira, frente ao Arsenal, uma vez que o novo treinador, Ralf Rangnick, ainda aguarda pelo visto de trabalho em Inglaterra.

AJC // RPC

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.