A Volvo apresentou a sua mais recente ferramenta para o desenvolvimento da segurança nos seus automóveis. Trata-se de um simulador de condução inspirado na mais recente tecnologia de “gaming” e permitirá à marca sueca avançar com o desenvolvimento da tecnologia de condução autónoma, por exemplo.

É composto por um assento de condutor móvel, um volante com feedback tátil e um dispositivo de realidade virtual que dificulta a distinção entre a realidade e a simulação, o objetivo desta tecnologia. Combina assim gráficos realistas com realidade aumentada e permite ainda a recolha e monitorização de dados corporais através de um fato especial.

“Trabalhar com grandes empresas como a Varjo, a Unity e a Teslasuit permite-nos testar inúmeros cenários que parecem totalmente reais, sem ter de os construir fisicamente. Isso faz com que seja possível testar automóveis reais em cenários de tráfego que parecem reais, mas que podem ser ajustados com o toque de um botão”, refere Casper Wickman, responsável máximo User Experience.

Os engenheiros da Volvo podem assim simular vários cenários numa estrada real e com um automóvel real o número de vezes que acharem necessárias. Podem também recolher informações sobre a interação das pessoas com o automóvel para o desenvolvimento de novos sistemas de assistência ao condutor.