A Tesla foi condenada pelo tribunal norueguês devido à redução da capacidade da bateria dos carros mais antigos da marca, ou seja, a anterior geração do Tesla Model S. O tribunal ditou que a marca norte-americana vai ter de indemnizar os condutores dos carros abrangidos por esta redução. Tudo começou quando uma atualização de software, instalada em 2019, gerou algum descontentamento dos clientes com Model S produzidos entre 2013 e 2015. Isto porque, em alguns casos, a autonomia reduziu anormalmente e até o carregamento se tornou mais lento.

Segundo a imprensa norueguesa, a Tesla vai ter de pagar cerca de 13 mil euros a cada um dos condutores que fizeram queixa do sucedido, contudo, o número de clientes pode chegar aos milhares. Não é a primeira vez que a marca liderada por Elon Musk enfrenta uma ação judicial. De facto, vários proprietários norte-americanos queixaram-se de uma situação semelhante em que a autonomia dos seus Tesla Model S da geração anterior diminuiu em até 64 km.

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.